Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Saúde 11/10/2018 | 21h00

Prefeitura quer que Hospital Pompéia deixe de ser referência em traumato-ortopedia para 34 municípios da região


Prefeitura quer que Hospital Pompéia deixe de ser referência em traumato-ortopedia para 34 municípios da região
Foto: Internet/ Divulgação

Por meio de ofício encaminhado nesta quinta-feira (11) à 5ª Coordenadoria Regional de Saúde (5ª CRS), a Prefeitura de Caxias do Sul pediu ao Estado a revogação de resolução de 2015 que prevê que a cidade seja responsável de maneira temporária pelos atendimentos de alta complexidade na área de traumato-ortopedia nos 49 municípios da região.

A administração pede que outras cidades assumam os atendimentos eletivos e de urgência das microrregiões Vinhedos e Basalto e Uva e Vales, que juntas somam 34 cidades e cerca de 500 mil pacientes, mantendo o acolhimento das regiões das Hortênsias e Campos de Cima da Serra, que juntas contam com 15 municípios. As incapacidades financeira e estrutural são alegadas. Apenas o Hospital Pompéia atende a traumato-ortopedia de alta complexidade em Caxias.

A diretora do Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria da SMS (Dacra) explica que desde 2016 o Município já não atende mais os casos eletivos de traumato-ortopedia dessas duas regiões, mas que houve o pedido para retomada do serviço, porém a administração, por meio de estudo, apontou a inviabilidade e também entrou com o solicitação de revogação dos atendimentos de urgência.

Marguit Meneguzzi reitera a grande demanda atual e que o tempo de espera dos pacientes poderia aumentar ainda mais com o retorno dos atendimentos eletivos.

De acordo com a diretora, Caxias recebe R$ 273 mil mensais do Governo Federal para realizar os atendimentos em toda a região, recurso que não é reajustado desde 2005. Com o encaminhamento de parte do serviço para outra cidade, há a possibilidade de remanejo de parte da verba.


Departamento de Jornalismo








Em breve
Nenhum jogo no momento.