Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Funcionários do raio-X ameaçam greve 06/12/2018 | 19h36

Município cobra agilidade do Estado para resolver impasse no Aeroporto Regional


Município cobra agilidade do Estado para resolver impasse no Aeroporto Regional
Foto: Mateus Argenta / Prefeitura de Caxias do Sul

O prefeito Daniel Guerra (PRB) enviou, nesta quinta-feira (06), um ofício (nº 430/2018) ao governador José Ivo Sartori (MDB) cobrando agilidade do Estado para a continuação dos serviços de raio-X prestados no Aeroporto Regional Hugo Cantergiani. O procedimento é fundamental no protocolo de segurança da viação aérea com a inspeção de bagagens no embarque e desembarque dos voos. A atividade corre o risco de ser paralisada nesta sexta-feira (07) devido à possibilidade de greve dos funcionários terceirizados que não receberam os pagamentos relativos ao mês de novembro e a primeira parcela do 13º salário.

A responsabilidade da gestão do equipamento de segurança é do Departamento Aeroportuário do Estado (DAP), órgão ligado à Secretaria Estadual dos Transportes. A empresa Águia Serviços de Transportes Aéreo (Astra), com contrato vigente para a inspeção, manifestou o interesse de encerrar as atividades após o atraso do governo estadual no pagamento da prestação do serviço, provocando o atraso no débito dos rendimentos dos 20 funcionários do terminal caxiense. Além disso, o contrato com a empresa Astra vence neste mês e uma outra organização assumirá a execução do serviço de raio-X no Hugo Cantergiani a partir do final de dezembro.

No ofício, o chefe do Executivo pediu empenho para que não ocorram prejuízos aos caxienses, permitindo que as operações de embarque e desembarque do terminal caxiense possam ser continuadas. “Além dos caxienses, que utilizam esse terminal, a paralisação impactará também na vida de turistas e profissionais que vêm para a nossa cidade a trabalho. Isso gera uma repercussão negativa, justamente no período de divulgação da Festa da Uva e início das férias. Estamos sendo muito firmes nessa cobrança porque o maior aeroporto do interior do estado, em número de passageiros, não pode parar por uma irresponsabilidade do governo estadual”, enfatizou o prefeito.

A paralisação nos serviços estava prevista desde o início desta semana, mas foi mediada pelo diretor do Hugo Cantergiani, Maurício Loreto D’Avila, garantindo as operações dos voos regulares do terminal até as 12h desta sexta. Caso a paralisação seja confirmada, os três voos programados à tarde serão cancelados. Em média, o terminal caxiense atende diariamente 700 passageiros, divididos entre embarques e desembarques.


Assessoria de Imprensa - Prefeitura de Caxias do Sul






Em breve
Nenhum jogo no momento.