Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Administração 14/03/2019 | 16h34

Guerra diz que Prefeitura deixou de investir na realização da Festa da Uva para priorizar serviços essenciais


Guerra diz que Prefeitura deixou de investir na realização da Festa da Uva para priorizar serviços essenciais
Foto: Alex Schneider/ Rádio Caxias

A administração municipal realizou coletiva de imprensa sobre os últimos dois anos de gestão e metas até 2020. O encontro reuniu prefeito e secretários no Salão Nobre da Prefeitura, na manhã desta quinta-feira (14). Primeiramente, os titulares de cada pasta prestaram contas falando a respeito das principais ações desenvolvidas desde 2017. Na sequência, Daniel Guerra (PRB) deu a palavra para os jornalistas.

O prefeito foi questionado para avaliar a Festa da Uva, que se encerrou no último dia 10. Ele destacou o empenho da presidente da Comissão Comunitária, Sandra Randon, para realizar o evento de forma autossustentável e, dessa forma, a Prefeitura poder destinar os recursos para áreas como a saúde. Relembrou o aporte de R$ 1,5 milhão do Município para melhorias de infraestrutura no Parque de Eventos.

A respeito da possibilidade de uma edição no ano que vem, Guerra afirmou que a ideia no momento é avaliada pelo colegiado da Festa da Uva.

Diante de críticas sobre falta de diálogo, o prefeito foi enfático ao dizer que a gestão dialoga de forma permanente com a comunidade. Ele deu como exemplos a agenda na CIC com empresários na última segunda-feira (11) e o projeto do Executivo do Gabinete Itinerante. O republicano afirmou que não mudou a postura de diálogo ao sair do Legislativo para o Executivo.

Guerra foi indagado também sobre a promessa de Lava-Jato nas contas da Visate. Ele lembrou que o procedimento está em andamento por meio de uma auditoria fiscal e judicial, a partir do ingresso da concessionária na Justiça pedindo reajuste da tarifa. Aproveitou a ocasião para dizer que o monopólio da empresa, que opera o transporte coletivo urbano, não será mais admitido.

O prefeito voltou a defender a presença do irmão, o vereador licenciado Chico Guerra (PRB), na chefia de Gabinete. Ele foi questionado sobre a contratação por critério técnico. O gestor respondeu alegando que não tem preconceito ideológico e que a Prefeitura inovou ao implantar processo seletivo por currículos. A respeito de Chico, o prefeito enalteceu que se ele não entregar bons resultados, poderá ser exonerado.

Guerra não deixou claro se irá concorrer à reeleição em 2020, embora o partido queira representante do governo no pleito. Na coletiva, o Município anunciou a elaboração de um novo programa de infraestrutura na ordem de R$ 250 milhões para captação de recursos junto à Corporação Andina de Fomento (CAF). O prefeito acrescentou que vai a Brasília (DF), ainda sem data definida, para verificar quais são as linhas de crédito disponíveis para Caxias do Sul.


Departamento de Jornalismo






Em breve
Nenhum jogo no momento.